Espartilho para Afinar a Cintura

Pensando em usar um espartilho para afinar a cintura? Então, é importante entender os efeitos da peça e todos os seus benefícios. Acompanhe no texto!

Nos séculos passados, era frequente o uso do espartilho para afinar a cintura. Mas não apenas para isso. Usados sobre vestidos volumosos, eles tinham como principal objetivo marcar a cintura e evidenciar as curvas femininas.

Naquela época, porém, a peça era desconfortável. Você com certeza já viu um filme em que a mulher sofria com o espartilho apertado, não é mesmo? Algumas delas chegavam até a sentir falta de ar e desmaiar. Tudo porque o tecido utilizado era muito grosso.

Ao mesmo tempo, os espartilhos eram compostos por barbatanas rígidas e desconfortáveis. As barbatanas davam um contorno ainda mais marcado à silhueta, apertando o corpo de forma exagerada.

O tempo passou, e todas essas péssimas característica dos espartilhos foram deixadas de lado. A estrutura da peça é a mesma, mas com muito mais conforto.

Como os espartilhos são hoje?

Os bons efeitos de um espartilho hoje são os mesmos que eram garantidos as mulheres de séculos passados. Porém, com muito mais segurança e conforto. Afinal de contas, as peças são compostas de modo diferente.

Para começar, o tecido de um espartilho não é mais tão grosso. Atualmente, os modelos têm tecido elástico e agradável ao toque. As peças também têm poros, que permitem a adequada respiração da pele. Esses aspectos evitam o acúmulo de suor, o que poderia irritar a pele, e o exagero no calor.

Além disso, o espartilho para afinar a cintura conta com barbatanas. No entanto, elas são flexíveis, bem diferentes das peças “clássicas”. Com essa flexibilidade, as barbatanas não machucam, nem provocam aperto excessivo. Mais do que conforto, estes aspectos previnem problemas como alterações nas costelas.

Na hora de ajustar o espartilho, ele pode ter duas configurações diferentes: de colchetes ou laços. As peças com colchetes são mais discretas e, por isso, são mais comuns quando utilizadas sob a roupa. Elas não marcam e passam despercebidas enquanto trabalham na silhueta.

Já o espartilho com laço geralmente é utilizado sobre a roupa, compondo um look mais sexy. O modelo pode servir para diferentes ambientes, sendo indicado, principalmente, para momentos de lazer.

Quais os efeitos de um espartilho?

Sem dúvida, o principal efeito de um espartilho é a mudança na silhueta feminina. Porém, existem vários outros resultados garantidos pela peça. Veja nossa lista a seguir.

Afinamento da cintura

Ao utilizar um espartilho, a usuária passa a praticar um  método conhecido como tight lacing. Ou seja, “laço apertado”, na tradução do inglês. O método consiste no aumento do aperto da peça aos poucos, para que a cintura seja afinada gradualmente.

Há casos em que o espartilho consegue diminuir até 4 polegadas na circunferência da cintura. Mas sempre com aperto gradual, para que a mudança brusca não traga prejuízos à saúde.

O método funciona da seguinte forma: tecido e barbatanas do espartilho pressionam a silhueta. As células de gordura localizada são móveis. Por isso, a cada vez que a peça é vestida, elas mudam de lugar. Então, a silhueta se adapta ao espaço do espartilho, criando uma cintura mais fina e curvas mais marcadas.

Só que, assim que o espartilho é retirado, essa células de gordura voltam ao seu local de origem. Ou seja,  mulher volta a apresentar sua silhueta original.

Isso muda apenas com o uso frequente da peça pois, após certo tempo, as células de gordura se “acostumam” com sua nova posição. Por isso, após a retirada do espartilho, continuarão no local em que foram realocadas. O resultado é um visual permanentemente mais curvilíneo e bem-definido.

Melhora na postura

No dia a dia, é comum que nossas costas se curvem, especialmente após certo tempo na mesma posição. Inconscientemente, buscamos por uma posição mais relaxada, mais confortável — mas que poderá trazer problemas depois. Problemas como a hérnia de disco, que tem como uma de suas causas a má postura da coluna.

A vantagem de usar um espartilho é que a peça envolve a região da lombar. Graças ao seu tecido e barbatanas, o acessório “incentiva” a usuária a manter as costas eretas. Afinal, ao curvá-las, a mulher é “lembrada” disso, já que o tecido passa a realizar uma pressão mais intensa na lombar.

Com essa lembrança, fica mais simples corrigir a postura. Esse efeito é bastante atraente, já que não costumamos perceber a má postura até que dores e outros problemas ocorram.

Relaxamento do corpo

Ao atuar no corpo, o tecido de um espartilho acaba promovendo uma leve e contínua pressão sobre a silhueta. Afinal, é assim que ele muda as células de gordura de lugar. Mas além de afinar a cintura, esse efeito acaba por promover certa massagem ao corpo.

Imagine só, no seu cotidiano, contar com uma leve massagem na lombar. Sem dúvida, o resultado será de extremo bem-estar, certo? Quem usar um espartilho, ou mesmo uma cinta modeladora, conta com este benefício. Assim, a usuária se mantém mais bem-disposta e tem facilidade em realizar as suas atividades.

Tratamento das celulites

Algumas mulheres convivem com celulites na barriga. As celulites são resultado da gordura localizada, e causam o aspecto furadinho na pele. Com o uso do espartilho, porém, elas tendem a sumir.

As celulites são eliminadas, primeiro, devido à mudança de local das células de gordura. Se elas não ficam mais acumuladas, não provocam o visual flácido da pele.

Ao mesmo tempo, a compressão realizada pelo tecido do espartilho estimula uma melhor circulação linfática. Essa circulação é responsável por eliminar parte da gordura acumulada e outras substâncias tóxicas. Com a eliminação do excesso das células de gordura, a pele ganha novamente.

Esses efeitos se repetem na hora de prevenir novas celulites.

Tratamento das estrias

Pense em tudo o que dissemos sobre o tratamento da celulite, e substitua pelo tratamento das estrias. Os modos de ação e resultados são os mesmos, dando ao espartilho o poder de diminuir as marcas na pele.

O que muda, neste caso, diz respeito à circulação linfática. Para diminuir as estrias, na verdade, o espartilho estimula a circulação sanguínea. Com ela mais intensa, as células da pele recebem mais oxigênio e nutrientes. Por esse motivo, elas conseguem se renovar mais facilmente, substituindo as células que provocaram as marcas na pele.

As estrias são eliminadas ou, ao menos, suavizadas, e novas marcas ficam prevenidas com a ação contínua do espartilho.

Quando usar um espartilho?

Como dito ao longo do texto, um espartilho pode ser utilizado sobre ou sob as roupas. Basta escolher o modelo certo e a combinação certa para o look.

Em todo o caso, esse tipo de acessório é ideal apenas para o dia a dia. Ou seja, para quando os movimentos são básicos. Já a prática de atividades físicas requer uma peça específica: a cinta fitness. Quando outro tipo de acessório é utilizado, ele pode trazer malefícios ao corpo.

Um cinta fitness, por sua vez, foi projetada exatamente para o uso durante a prática de atividades físicas. Ao optar por ela, a usuária consegue potencializar os resultados do esporte. Isso significa que os músculos são definidos mais facilmente, resultando em um belo visual à silhueta. Tudo com segurança e conforto, sem apertar ou provocar danos à coluna.

Utilizando a cinta fitness, a atleta ainda consegue proteger a sua coluna. O tecido da peça acaba absorvendo parte dos impactos, e a sensação de desconforto e dor, durante e depois do exercício, ficam prevenidas.

Outros modelos de cintas modeladoras

Podemos dizer que um espartilho para afinar a cintura é uma espécie de cinta modeladora. Afinal, seu tecido e elástico e tem como principal função a mudança da silhueta. Mas para quem não se sente atraído pela peça, existem outras que podem ser interessantes.

Há, por exemplo, a cinta abdominal, o modelo mais básico de modelador. A peça envolve o abdômen e a lombar, e tem os mesmos efeitos de um espartilho. A diferença é que a opção não possui barbatanas, sendo ainda mais leve e discreto.

Quem deseja benefícios também para o resto do corpo pode optar por modeladores de corpo inteiro. Ou, quem sabe, por camisetas modeladoras, ou peças que lembram bermudas.

Algumas dessas cintas são bermudas que também cobrem o abdômen. Outras lembram mais calças legging, já que envolvem as pernas. Todos os acessórios têm tecido elástico e incríveis resultados para a sua beleza e relaxamento.

Aliás, fora os espartilhos, os melhores estão disponíveis não apenas para as mulheres, mas também para os homens. Assim, qualquer usuário pode passar a cuidar da sua saúde e silhueta.

Independentemente do modelo escolhido, é importante comprar peças com o tamanho correto. Uma cinta modeladora, ou mesmo um espartilho, deve comprimir, mas nunca apertar. Quando apertam, os acessórios podem causar desconforto, mal-estar, e ainda provocar efeitos prejudiciais ao visual.

Por isso, na hora de adquirir o seu modelo, tenha a certeza de que ele se adequa bem ao seu corpo. E lembre-se: o aperto de um espartilho deve aumentar gradualmente. Apenas assim os efeitos serão saudáveis e, ao mesmo tempo, atraentes.

Pronto! Agora você já sabe como utilizar um espartilho para afinar a cintura e conhece outros modelos de modeladores. Que tal navegar pela loja virtual da YOGA? Lá, você poderá encontrar acessórios incríveis para a sua silhueta e bem-estar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×